segunda-feira, 4 de agosto de 2008

#1

(Não gosto de títulos. Eles limitam a criatividade).

Muito prazer, meu nome é Laura. Mas pode inventar outro, eu atendo assim mesmo.

Estava caminhando hoje. Cinco da tarde, pensando na vida. Ventinho gostoso batendo no rosto e desarrumando a minha franja. E num súbito momento de reflexão profunda resolvo parar para observar as nuvens. A Terra tem girado muito rápido, penso. Pode ser que não tenhamos mais tempo.
Antes, permita que eu esclareça uma coisa: sou a favor das sacolas de pano. E foi nelas que eu parei pra pensar. Parece que a cada dia que passa ligamos menos para isso. Parece piegas, mas será que ninguém percebeu que os nossos recursos naturais estão acabando? Será que custa muito trocar aquele monte de sacolinhas plásticas do Russi por uma de pano? Ah, eu fico louca da vida com isso.
Pensando nelas, no planeta, e nos filmes que eu tinha que devolver na Blockbuster, cheguei à uma conclusão um tanto mal concluída: o tempo é, na maioria das vezes, nosso inimigo. Mas isso é completamente reversível.
É só reparar, as pessoas estão sempre correndo, isso não é novidade. Ainda se fizesse bem para elas, mas cansamos de ver que não. Para que tudo isso? Para que juntar dinheiro se não será possível desfrutá-lo direito depois? Ah, eu acho isso muito besta.
As pessoas precisam de tempo. De qualidade de vida.
E gira cada vez mais rápido. As oportunidades estão passando.
Pode ser que logo não haja mais tempo.
Na verdade, já não há.
A cada dia a descrença é crescente. E o futuro nos assombra noite e dia.
O sentimento de impotência diante dos grandes estragos que vêm ocorrendo pode sim ser suprido por pequenas ações. E não, isso não é um daqueles papos chatos de ecologista. São só alguns devaneios de alguém que parou para ver as nuvens numa tarde de segunda-feira.
E que percebeu que não está sozinha nesse mundo.
Tenho certeza de que o peso na consciência depois doerá mais do que carregar uma sacola maior hoje.

Um comentário:

Tamires disse...

Nossa Laura fazia tempo que não lia um texto seu.Eu lenbro que voce sempre escrevia bem.
Amei o texto.
Tem muitas pessoas que deviriam ler, muitas não,milhares.
O mundo está nas nossas mãs se não cuidarmos..a Terra é o unico lugar que temos para viver temos que cuidar.
beijos.Voce continua escrevendo muito bem;*