terça-feira, 5 de agosto de 2008

Isolamento Social

Eu estava na última fileira, escondida atrás das cadeiras para que ninguém me visse e viesse me cumprimentar. Quem diria que eu estaria desconfortável em sair de casa. Acho que acabei me acostumando a não ter vida social e agora, nas poucas vezes em que saía, não sabia mais como ser gentil e educada, puxar assunto ou continuar um.
Mas é claro que a caçulinha do Dr. Roba nunca iria passar despercebida por tanta gente em um evento tão importante! ¬¬ E cada vez que alguém vinha e me cumprimentava, eu tratava de ser curta e grossa e corria atrás da minha mãe, pra esconder meu evidênte vermelho de vergonha e irritação no rosto.
Eu não gosto disso. Não gosto mesmo. Eu não conheço essa pessoa insegura e medrosa que eu me tornei, e eu não gosto dela. Claro que eu sempre tive meus medos e inseguranças, mas desde quando isso precisa ficar estampado no meu rosto desse jeito, pra todo mundo ver? Eu não gosto de ser essa pessoa, mas pelo visto não tem escapatória. Pelo menos não por enquanto. Estou condenada à isolação social por tempo indeterminado! .-.

Um comentário:

Gabii. disse...

Fucking God!
Que isso, meninaa?

eii, sai um pokinho pra ver o sool, o cééu. pode parecer idiota, mas ajuda.
^^

se sabe né, to sempre aqui.
=)