terça-feira, 4 de novembro de 2008

#11

Estou indo embora, eu preciso ir.
E preciso ir agora. Sei que é a hora de partir.

Não consigo mais permanecer aqui.
Impotente perante seu resplendor.
Me incomoda, me atinge. Profunda e diretamente,
essa sua perfeição.
Idealizada por mim, é verdade, mas por mim
amargurada. Sofrida. Suportada.

Meu lado racional, ou o que ainda resta
dele, tenta me avisar. Mas eu não quero
ouvir.
Porque de repente sinto seu cheiro.
Entorpecente, inebriante. Insuportável.

Não mais consigo suportar meu peso,
minhas pernas começam enfim a ceder ao
meu desejo. De cair.
Eu quero cair.
Para não mais levantar.

Há algum tempo estou merecendo levar um tombo,
daqueles que não conseguimos nos recuperar.
Teimosia, o meu problema.

E eu não acho que alguém possa entender.
É estranho. Doentio.
Mas continuarei, sei que continuarei.
Eternamente. Incondicionalmente.
Ainda que o eterno não exista e a condição
seja limitada.

3 comentários:

Grazi disse...

L.I.N.D.O.

Gicela disse...

Ahhh tem tantaa palavra difícil ai no meiooo..
Que coisa chiiiqueeee
shaushaus

Deve significar alguma coisa boaa né??
shaushsa

Brincadeira morr..
Você escreve bem pra cara***
Continua assim.. trazendo um pouco de cultura pro povão...

Pq Laura também é cultura

shauhas

Te amoo

Ariadine disse...

Com certeza...

nossa LAURA!!! ISSO FOI REALMENTE MTOOOO BOM....naum tenho palavras...
meu deus...como eh bom ler algo q gostariamos de nós mesmos ter escrito...entende oq eu digo???

eh tao bom...

amo demaiss vc Laura !!!!